Disidrose

Disidrose

Erupção sudoral súbita localizada nas mãos, mais frequentemente, e nos pés. Caracteriza-se por numerosas vesículas (pequenas coleções líquidas na pele) que podem se agrupar formando bolhas maiores. Quase sempre a disidrose involui em uma a três semanas, mas pode se tornar crônica. A disidrose predomina na faixa entre os 20 e 40 anos de idade e acomete ambos os sexos. É mais comum nos meses quentes e se associa com frequência à hiperidrose. Fatores emocionais podem agravá-la ou até mesmo desencadeá-la.

O quadro clínico, geralmente, é caracterizado pelo acometimento simétrico e bilateral, mais frequentemente das mãos do que dos pés. Na fase aguda, as vesículas apresentam conteúdo líquido incolor  e são localizadas, preferencialmente, nas superfícies laterais e dorsais dos dedos. Elas podem ser mais ou menos dolorosas, principalmente quando estão infectadas por bactérias.  A coceira está quase sempre

O tratamento consiste em medicações tópicas e, por vezes, via oral. A consulta com o Dermatologista é de extrema importância para correto diagnóstico, pois o quadro pode ser confundido com infecções fúngicas ou outras alterações dermatológicas que necessitam outras formas de tratamento.